Quarta, 19 Julho 2017 00:00

Falta de apoio público poderá decretar o fim do Pró-Criança

Avalie este item
(0 votos)
Falta de apoio público poderá decretar o fim do Pró-Criança Facebook Rodrigo França

Vereador Rodrigo França usou a tribuna da Câmara Municipal em uma das reuniões do mês de junho, para informar que a entidade PRÓ-CRIANÇA, que atende cerca de 90 crianças no bairro Goiabal, está em vias de encerrar suas atividades por falta de recursos financeiros da Prefeitura Municipal de Além Paraíba. Desde o ano passado, a subvenção mensal em dinheiro foi reduzida pela PMAP, inviabilizando a continuidade das atividades do PRÓ-CRIANÇA. Ao mesmo tempo, a prefeitura deixou de ceder funcionários para atuarem na entidade: sequer uma professora ou uma auxiliar. O vereador faz parte da equipe diretora do PRÓ-CRIANÇA, por isso fez o apelo, que também foi levado à imprensa local.
O PRÓ-CRIANÇA foi criado há mais de 20 anos como Centro de Promoção do Menor (CEPROM) pelo antigo pároco de São José, Padre Ruaro Cândido da Silva, dando apoio, alimentação e cursos profissionalizantes a vários jovens em condições de vulnerabilidade social. Com a mudança de pároco, a entidade perdeu um pouco do apoio da Igreja Católica e foi transferida para o bairro Goiabal, já com o nome de PRÓ-CRIANÇA. Hoje, segundo informações divulgadas pelo site do jornal A Gazeta, a entidade apenas recebe uma verba mensal de cerca de R$ 600,00 da Paróquia de São José.
As dificuldades do PRÓ-CRIANÇA são enormes, e há poucas contribuições, levando-se em conta de que a entidade presta um importante serviço social, de amparo a crianças e jovens, fornecendo a eles aulas de reforço escolar, alimentação e atividades de lazer, além de cursos que propiciam aumento da renda familiar.
A notícia do possível fechamento do PRÓ-CRIANÇA gerou muitos lamentos por parte da população. Nas redes sociais, populares criticaram a Prefeitura por estarem abandonando a entidade à sorte, sem levar em consideração o sério trabalho que é prestado ao município, principalmente junto a um bairro carente como é o Goiabal.
Através de seu Comitê de Imprensa, o prefeito municipal Miguel Belmiro de Souza Júnior, manifestou-se a respeito da situação, lembrando que a redução de subvenções ocorreu com relação a todas as entidades assistenciais, culturais e filantrópicas de Além Paraíba, não apenas em relação ao PRÓ-CRIANÇA. Isso aconteceu, segundo o prefeito, devido a uma queda nas fontes de receitas da municipalidade.
Miguelzinho foi contundente ao afirmar que, de forma alguma, permitirá que o PRÓ-CRIANÇA seja fechado. Ele deixou claro que continuará ajudando a entidade “dentro das possibilidades da Prefeitura”. Porém—acrescentou— caso a atual diretoria do PRÓ-CRIANÇA entenda que deverá encerrar as atividades da entidade de promoção social, “a Prefeitura não permitirá que 90 crianças fiquem desemparadas e assumirá integralmente todo o serviço”, municipalizando, assim, o PRÓ-CRIANÇA do Goiabal.

Informações adicionais

  • Cidade: Além Paraíba - MG

Deixe um comentário