Terça, 28 Novembro 2017 00:00

Vereador Dione critica calçamento em pedra ‘pé-de-moleque’ no Santa Marta II

Avalie este item
(0 votos)
Rua Irmã Maria da Conceição Pinto Ferreira Rua Irmã Maria da Conceição Pinto Ferreira Agora Jornais

ffcdbd12-4673-45a3-a494-e839b6b25111.jpg                     Rua do Santa Martha II, calçada com paralelepípedo, no governo do Fernando Lúcio Donzeles.                  

 O vereador Dione Miranda (PRB) não está muito satisfeito com uma obra que vem sendo realizada pela Prefeitura Municipal de Além Paraíba no bairro Santa Marta II. Isso porque, segundo Dione, o calçamento, da forma como vem sendo realizado, não condiz com a destinação que deveria ser dada a uma verba proveniente de emenda parlamentar por ele conseguida junto ao deputado federal Lincoln Portela – e intermediada pelo deputado estadual Leonardo Portela (Léo Portela), que, assim como ele, integra as fileiras do Partido Republicano Brasileiro.
Segundo informações do vereador de Além Paraíba, no ano passado (2016)— antes mesmo de ser eleito— ele conseguiu, junto ao deputado federal Lincoln Portela, a destinação de uma emenda parlamentar no valor de R$260,       000,00 (duz17155648_1369701786437690_932705122711044577_n.jpgentos e sessenta mil reais), para a CONTINUAÇÃO do calçamento   do bairro Santa Marta II. O calçamento, em paralelepípedo, havia sido iniciado   no governo do prefeito Fernando Lúcio Donzeles. Nesse mesmo governo, a obra   foi paralisada. 

  Mais recentemente, com a liberação da verba da emenda parlamentar do             deputado federal Lincoln Portela —verba essa destinada graças ao pedido de   Dione— o governo Miguel Belmiro de Souza Júnior retomou o calçamento no   bairro Santa Marta II. Porém, para surpresa do vereador Dione, a Prefeitura   Municipal de Além Paraíba não deu continuidade à pavimentação em paralelos,   usando pedras pés-de-moleque no calçamento das ruas.

 O vereador chegou a procurar representantes do atual governo municipal, a fim   de questionar o motivo de não estarem sendo usados paralelepípedos na obra,   já que seu pedido ao deputado federal Lincoln Portela previa esse tipo de   calçamento. O parlamentar alemparaibano foi informado pela PMAP de que as                                                                pedras pés-de-moleque reduziriam o custo do serviço e, assim, a Prefeitura 
                                                            poderia calçar outros logradouros do Santa Marta.

Dione se diz indignado com a destinação da verba pois seu pedido foi específico, visando a um trabalho de primeira qualidade, de durabilidade e que viesse de encontro aos anseios da população (Foto ao lado). Dione entende que as pedras pés-de-moleque vão contemplar parcialmente o desejo dos moradores em verem aquele importante núcleo habitacional— que é o Santa Marta II— definitivamente urbanizado e pavimentado como a população merece.

Informações adicionais

  • Cidade: Além Paraíba - MG
Última modificação em Terça, 28 Novembro 2017 13:32

Deixe um comentário

whatsapp_jornal
alemfitnessdentro
laisclaronutr
farol
agorajornais
portosunset