Quarta, 22 Agosto 2018 00:00

Vereadores mais uma vez aprovam o veto de Miguelzinho em projeto do vereador Dione

Avalie este item
(0 votos)
Vereadores mais uma vez aprovam o veto de Miguelzinho em projeto do vereador Dione Arquivo Jornal Agora

Na segunda-feira, 13 de agosto, foi à votação, no plenário da Câmara Municipal de Além Paraíba, o veto do prefeito Miguel Belmiro de Souza Junior, “Miguelzinho, sobre o projeto de lei do vereador Dione. Por 7 x 5 o veto foi mantido.
O prefeito Miguel Belmiro de Souza Junior, “Miguelzinho”, vetou, mais uma vez, outro importante projeto do vereador Dione de Castro Miranda (PRB). O projeto tinha sido aprovado através do voto de sete vereadores, em Plenário da Câmara Municipal de Além Paraíba, em votações em primeiro e segundo turno, no mês de julho.

O Projeto de Lei 057/2018, de autoria do vereador Dione de Castro Miranda (PRB), torna obrigatório afixar, em lugar visível, a lista de funcionários públicos/ profissionais de saúde em atuação em estabelecimentos públicos. Essa listagem deveria ser exposta em todos os estabelecimentos da rede pública de saúde do município de Além Paraíba, constando, além do nome dos profissionais em exercício lotados em cada unidade, o SEU HORÁRIO DE TRABALHO. Na eventualidade de falta do profissional, justificada ou não, será afixado em local visível, o motivo de ausência, e dependendo da justificativa, a falta poderá acarretar desconto salarial.

Segundo o vereador Dione, o seu projeto vem de encontro aos anseios da população que, rotineiramente, usa os meios de comunicação para reclamar dos serviços prestados nas unidades de saúde, principalmente no que tange à falta de médicos e outros profissionais. Dar transparência à prestação de tais serviços é o objetivo do vereador.
Esperava-se que o prefeito Miguelzinho Belmiro regulamentasse a Lei aprovada em dois turnos na Câmara Municipal pela maioria dos vereadores. Entretanto, para surpresa geral, o prefeito não acatou a aprovação da Câmara e vetou mais uma proposta do vereador Dione objetivando a transparência, tirando da população usuária do sistema público municipal de saúde de Além Paraíba o direito de acesso a informações necessárias ao controle da freqüência dos profissionais nas diversas unidades de atendimento. (Divulgação do Mandato Parlamentar)

Deixe um comentário