Imprimir esta página
Quinta, 02 Maio 2019 00:00

Terreno que foi da Cooperativa de Transporte Rodoviário de Cargas de Além Paraíba virou lixão

Avalie este item
(0 votos)
Terreno que foi da Cooperativa de Transporte Rodoviário de Cargas de Além Paraíba virou lixão Léo Lamon

56372196_2322758467776361_8072242607352184832_n.jpg
"Lamentável pra mim ver este projeto paralisado. Jogado. Largado. Servindo de lixão. Um local que poderia estar gerando empregos e renda pra nossa cidade. Tirando os caminhões estacionados no Centro. em São José e na Ilha onde quando chovem acabam sujando toda ilha. Um local que abrigaria posto de combustível. Oficinas. Lanchonete e restaurante. Uma recapadora que hoje está em São Paulo. A Reconstrutec do amigo Fernando Camargo que já gera vários empregos por lá. Nosso município precisa perder o título de que pra cá não vem nada. Chega de projetos de poder." - Publicou, em sua página do Facebook, Leonardo Lamon Duarte (Léo Lamon) representante da Cooperativa dos Caminhoneiros.

O que seria um local de renda e emprego em Além Paraíba está, aos poucos, sendo invadido pelo mato e se transformando num autêntico LIXÃO, é o que foi mostrado nas imagens postadas em rede social pelo ex-vereador Rogério Ferreira dias atrás. Tratasedo local onde estão edificadas as instalações para o funcionamento da Cooperativa de Transporte Rodoviário de Cargas de Além Paraíba (COOPETRAP), terreno doado através da Lei Municipal nº 3314, aprovada pela Câmara Municipal e sancionada em abril de 2015, pelo então prefeito Fernando Lúcio Ferreira Donzeles, localizado na Estrada Municipal “Geraldo Coutinho Brum”, próximo do Gauchão. Infelizmente, em agosto do ano passado, com as instalações prontas e com previsão de funcionamento praticamente definida, faltando apenas que a municipalidade liberasse o alvará de funcionamento e com todas as taxas e impostos devidamente quitados (ITBI e ISSQN), inclusive com declaração de situação da mesma municipalidade expedida com data de 05 de julho de 2018, a diretoria da COOPETRAP e respectivos cooperados foram surpreendidos, através de um membro da edilidade alemparaibana, que o prefeito Miguelzinho Belmiro de Souza havia, no apagar das luzes, jogado uma pá de cal no projeto de geração e renda, dando entrada na Câmara Municipal para votação um projeto de lei anulando a cessão do terreno e tomando para si toda a infraestrutura ali instalada, prestes a ser inaugurada, sob a alegação de que as obras não haviam sido realizadas. O projeto de lei entrou para a pauta de votação na reunião do dia 14 de agosto, ocasião em que, como foi comprovada que as obras estavam praticamente concluídas, um pedido de vista foi efetivado por um vereador que compõe a apelidada base de apoio parlamentar do prefeito. Na reunião seguinte, em 21 de agosto, uma mudança geral nas justificativas para a retomada do terreno com as benfeitorias foi apresentada pelo mesmo vereador, alegando que a COOPETRAP não havia legalizado a posse do terreno com escritura lavrada em cartório. Segundo o que foi comentado nas galerias da Câmara Municipal naquela data (21 de agosto), referendada no dia 23, dois vereadores teriam sido pressionados pelo grupo de apoio parlamentar do atual prefeito, que caso votassem contra o projeto de lei suas ações não seriam respaldadas junto à municipalidade, o que acabou resultando em uma votação de sete votos a favor e cinco contrários à retomada do terreno. Votaram contra o projeto de lei os seguintes vereadores: Rodrigo França, Dionne, Zico, Regisom e Gilsinho Ribeiro. Mesmo diante da derrota, a direção da COOPETRAP reuniu-se diversas vezes com o prefeito alemparaibano e parte de seu staff, aí incluídos o vice-prefeito, alguns secretários e assessores diretos, na busca de uma solução já que os prejuízos atingiam seriamente a cooperativa e o próprio município que deixaria de arrecadar impostos e gerar empregos. Até mesmo uma visita dos diretores da COOPETRAP, Leonardo e Aderbal Bonfante Filho, e o vice-prefeito Paulo Henrique Marinho Goldstein, foi realizada até a Cooperativa de Transporte de Matias Barbosa, onde foi mostrada a excelência do funcionamento desta. Passado mais algum tempo, uma vez que uma solução ao impasse surgia, restou à direção da COOPETRAP buscar na Justiça a defesa de seus interesses. Em dezembro de 2017, através do advogado Leonardo Castelões, foi dada a entrada do processo nº 0042954- 86.2017.8.13.0015 no Tribunal de Justiça de Minas Gerais, em Belo Horizonte, desde aquela data aguardando parecer do Juízo competente. Em 10 de agosto do ano passado, em visita ao local onde já poderia estar funcionando a Cooperativa de Transporte Rodoviário de Cargas de Além Paraíba, o jornal semanário ALÉM PARAHYBA verificou o estado de abandono daquelas instalações, literalmente tomada pelo mato e já com sinais de corrosão em seus equipamentos. Agora, como citado no início da reportagem, um morador do bairro vizinho ao local, o ex-vereador Rogério Ferreira, posta em rede social imagens o que comprova o local estar sendo literalmente tomado pelo mato e aos poucos se transformando num autêntico LIXÃO. Infelizmente, o que poderia estar gerando divisas para o município, economia para os proprietários de caminhões e gerando, no mínimo, 30 empregos diretos, tornou-se um grande pesadelo, isto sem contar que, é a opinião de muitos alemparaibanos, inúmeros investidores em potencial tão logo tomaram conhecimento da inabilidade do atual gestor público certamente pensaram duas vezes antes de gastar seus recursos financeiros em terras alemparaibanas. “Infelizmente, é a opinião do editor deste semanário, esse imbróglio foi gerado pela falta de sensibilidade e visão de um governo que está mais perdido do que cego em tiroteio”— declarou o jornalista Flávio Senra, diretor do jornal Além Parahyba, ao publicar a presente matéria.
(Transcrito do jornal Além Parahyba, edição 1046)

59595627_548822768976289_6966524678819020800_n.jpg59431657_1016059008591183_5752644888063639552_n.jpg59406153_347731665876985_4499076511411732480_n.jpg59022818_652378318520837_6959919504449077248_n.jpg58968085_426548014805307_3532232201456320512_n.jpg58933310_674894342968344_3676046325209628672_n.jpg58772322_2289781991344189_123373270585049088_n.jpg58758426_690324174734638_2642280729655902208_n.jpg53052608_425346514911911_949336889385549824_n.jpg59719536_2160902980630711_6864600238686994432_n.jpg59638149_441126763129377_421313562770669568_n.jpg

Informações adicionais

  • Cidade: Além Paraíba - MG