Terça, 11 Junho 2019 00:00

Miguelzinho se apropria de ação do governo Fernando Lúcio

Avalie este item
(1 Voto)
Dezembro de 2016. O então prefeito Fernando Lúcio Donzeles entrega as novas barracas aos feirantes na Ilha. Miguelzinho, recém-eleito, é convidado a participar da cerimônia e fotos. Dezembro de 2016. O então prefeito Fernando Lúcio Donzeles entrega as novas barracas aos feirantes na Ilha. Miguelzinho, recém-eleito, é convidado a participar da cerimônia e fotos. Facebook Juliana Donzeles

ilha.jpg
Sábado passado na Ilha. Miguelzinho oficializa a entrega das barracas. Nas matérias postadas pela Prefeitura, dá-se a entender que essa foi uma realização do atual governo.
(Crédito: Site PMAP)

Os feirantes que expõem seus produtos agrícolas nas manhãs de sábado, na Ilha do Lazareto, passaram a ter barracas padronizadas nas cores verde e branca e com a logomarca do “Programa Feira Livre de Agricultura Familiar”. As barracas foram entregues, no último dia 8, numa parceria entre Sindicato Rural, Emater e Prefeitura Municipal de Além Paraíba. A padronização trouxe melhor estética e higiene à feirinha de produtos da roça que acontece semanalmente no calçadão em frente à escola CNEC.

Uma notícia simples e informativa como a apresentada no parágrafo acima gerou enorme polêmica nas redes sociais. Isso porque o governo municipal do prefeito Miguelzinho Belmiro apropriou-se indevidamente, tomando somente para si o projeto da padronização das barracas que, na verdade, foi iniciado em 2016 pelo então prefeito Fernando Lúcio Donzeles. Naquele ano, através do Programa “Leite Bom”, Prefeitura e Sindicato Rural estabeleceram uma parceria para atender o pequeno produtor . No final do governo, em dezembro de 2016, foram compradas 25 barracas e foi feita a “entrega simbólica” das mesmas a alguns produtores que expõem seus produtos na feirinha. Na ocasião, não havia quantidade suficiente de barracas para todos os feirantes. Dessa forma, o Sindicato Rural resolveu aguardar para que a “entrega oficial” fosse realizada posteriormente, quando houvesse barraca para todos. Somente agora, dois anos e meio depois, isso foi possível. No sábado passado, o prefeito Miguelzinho Belmiro e seus correligionários festejaram “mais uma conquista do governo municipal”. A Assessoria de Comunicação da Prefeitura, postou, no site da PMAP e nas redes sociais, matéria dando a entender que a iniciativa de padronizar as barracas da feira tinha partido de Miguelzinho, quando, na realidade, foi um projeto conjunto (entre Sindicato, Emater e Município de Além Paraíba), durante o governo Fernando Lúcio Donzeles e só agora concluído graças ao repasse recente daquelas antigas barracas— feito pelo Sindicato Rural à Prefeitura.
A polêmica sobre o assunto veio a público através de postagem no Facebook feita por Juliana Donzeles, filha e ex-chefe de gabinete do ex-prefeito Fernando Lúcio. Juliana postou várias fotos, tiradas em dezembro de 2016, onde seu pai fazia a entrega das barracas aos feirantes na Ilha do Lazareto. Um detalhe chamou a atenção na postagem da filha do ex-prefeito: nas fotos, dentre os presentes ao ato, encontrava-se o então prefeito-eleito Miguelzinho Belmiro. “As fotos datam de DEZEMBRO DE 2016! Na época, o então Prefeito Fernando Lúcio, cumprindo um desejo antigo, fez a entrega das barracas aos produtores rurais, na feira livre de sábado de manhã. Na ocasião, convidou o Prefeito eleito que passava pela feira para participar do evento. Quase três anos depois, a Prefeitura “inaugura” a mesma obra??? Oi???!!! Socorro!!! Será que foi o tempo necessário para lavar as barracas já mofadas depois de tanto tempo guardadas?”— indagou, indignada Juliana Donzeles. Vários comentários foram feitos na publicação de Juliana, considerando a atitude do atual governo como “vergonhosa”, “piada”, “politicagem”, “oportunismo” e outras adjetivações negativas.
Miguelzinho Belmiro, ao fazer a entrega oficial das barracas aos feirantes, cumpriu seu papel de governante, já que a oficialização (e a entrega de fato) não havia acontecido anteriormente. Porém, faltou a ele a humildade de lembrar que o projeto fora desenvolvido por seu antecessor Fernando Lúcio, tendo sido ele próprio (o atual prefeito) testemunha ocular da tão propalada “inauguração da obra” em dezembro de 2016.
O Dr. Miguel Belmiro, o pai, prefeito entre 1997 a 2000, quando inaugurou o conjunto habitacional do Bambuzinho, no Goiabal, fez questão de chamar o seu antecessor, Fernando Lúcio para com ele cortar a fita simbólica, durante a cerimônia. Fernando havia sido o executor da maior parte da obra do novo núcleo de moradia, em seu segundo mandato, de 1993 a 1996. Pelo que se viu no decorrer desta última semana, Miguelzinho não parece ter herdado de seu pai a generosidade do reconhecimento. São os males da “campanha política” que já começou a dar o ar de sua graça. (Por: Marília R. Muniz)

Informações adicionais

  • Cidade: Além Paraíba - MG

Deixe um comentário

festival gastronimico
unpar
THE FEVERES
farmacia plantão- INTERNO
alemfitnessdentro
whatsapp_jornal