Sexta, 13 Março 2020 00:00

Coluna Sindijori

Avalie este item
(0 votos)

Taxa de mortalidade infantil cai 
    A taxa de mortalidade infantil em Uberlândia apresentou melhora nos resultados no primeiro bimestre de 2020. O Coeficiente de Mortalidade Infantil (CMI) caiu para 5, resultando em uma queda de 54% em comparação ao mesmo período do ano passado, quando o índice atingiu 11 pontos. A informação foi divulgada pela Prefeitura Municipal. Considerado um importante indicador social da qualidade dos serviços de saúde, os números apresentados têm relação com as ações da Rede de Atenção à Saúde da Mulher e da Criança e do Adolescente. As práticas têm sido intensificadas desde 2017 com o objetivo de atender a recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS). (Diário de Uberlândia)

Mulheres provocam menos acidentes
Se por um lado, ainda é comum comentários que mulher e direção não combinam, por outro, números mostram que a realidade é bem diferente. Estatísticas do Centro de Controle Operacional da Eco050 apontam que, proporcionalmente, as mulheres têm menos chances de causarem um acidente. Em 2019, por exemplo, homens conduziram oito em cada dez automóveis envolvidos em colisões, capotamentos ou outras ocorrências registradas. Nos 436,6 quilômetros da BR-050, 82% dos acidentes entre caminhões, carros e caminhonetes foram causados por homens, em comparação a apenas 18% em que o erro foi das mulheres. (Gazeta do Triângulo – Araguari)

Fogos de artifício são proibidos 
    O projeto de lei ordinária que proíbe a queima de fogos de artifício com fortes ruídos e estampidos foi aprovado pelos vereadores durante a sessão desta semana na Câmara de Uberlândia. A proposta passou pelo plenário, em segunda discussão, com 22 votos favoráveis e quatro ausências. A proposição altera parcialmente o artigo Artigo 115 do Código Municipal de Posturas (Lei 10.741/2011) que antes vedava a soltura dos fogos em geral em vias e espaços públicos. Caso o novo texto seja sancionado pelo prefeito Odelmo Leão, a proibição de soltar fogos com barulho passa a valer para qualquer local na extensão territorial de Uberlândia. (Diário de Uberlândia)

Barragem com 74% de armazenamento
    A Cemig informou em nota que, na última terça-feira, 3, houve aumento do vertimento na Pequena Central Hidrelétrica de Cajuru, em Divinópolis, para um patamar de liberação total de 240 m³/s. Esses valores permanecem abaixo do limiar de inundação. O reservatório está com o armazenamento de aproximadamente 74%, se mantendo estável. A tendência é que o reservatório permaneça nesse patamar e as vazões abaixo do limite de inundação. Vale destacar que, na última segunda-feira, 2, houve uma chuva de grande intensidade na região, produzindo efeitos em Divinópolis e no rio Itapecerica, que deságua após a barragem de Cajuru. (Portal Agora- Divinópolis)

Informações adicionais

  • Cidade: Além Paraíba - MG

Deixe um comentário