Sexta, 21 Agosto 2015 00:00

Trem de bauxita deixa de trafegar em Além Paraíba

Avalie este item
(1 Voto)
Trem de bauxita deixa de trafegar em Além Paraíba Facebook- Luiz Henrique Marendino

O último trem carregado de bauxita, que fazia o trajeto Cataguases-Três Rios, passou por Além Paraíba no dia 01 de agosto de 2015. Esse fim do funcionamento do trem gerou polêmica na cidade, com opiniões controversas. Através das redes sociais, algumas pessoas se manifestaram entristecidas e já saudosistas, devido às raízes ferroviárias de Além Paraíba. Por outro lado, um grupo não menos representativo manifestou-se “aliviado”, sob a justificativa de que o trem apenas trazia “transtornos” para cidade, sem que a empresa FCA deixasse no município qualquer tipo de retorno.
Embora o carregamento de bauxita tenha findado no primeiro dia de agosto, pairam dúvidas, para a população, quanto ao fim do tráfego do trem pelos trilhos alemparaibanos. Isso porque as máquinas da FCA continuam sendo vistas, no decorrer deste mês de agosto, transitando na linha férrea que corta a cidade. Em função dessa indagação coletiva ( “O trem de fato parou?”), a redação do AGORA Jornais fez contato com a Assessoria de imprensa da VLI— Valor da Logística Integrada— pertencente à holding da qual faz parte a FCA. Segundo informações da jornalista Michele Pinheiro, o último trem de carga de bauxita passou pela cidade de Além Paraíba no dia 01 de agosto de 2015, sendo que, nos dias subseqüentes, um “trem de serviço” transitou pela linha férrea, sem carga e sem horário definido, apenas com o objetivo de fazer o recolhimento de material (restolhos deixados às margens da linha pelo antigo trem de bauxita). Atualmente e para o futuro, o que continuará trafegando será apenas o trem “Auto de Linha”, especificando e fazendo manutenção da malha viária no trajeto Cataguases-Três Rios, pois a FCA permanece como arrendatária do trecho que, originalmente, pertencente à União. Segundo a assessoria de comunicação, “no momento não existe serviço de carga, mas isso tudo depende da demanda de mercado”. A jornalista Michele Pinheiro revelou ao AGORA Jornais que os funcionários que atuavam na empresa trabalhando neste trecho ferroviário estão tendo total liberdade de optarem por serem transferidos para outras cidades ou demitidos com todos os seus direitos trabalhistas.
A empresa VLI, empresa controladora da Ferrovia Centro-Atlântica (FCA), informou em nota no final do mês de julho sobre o fim do Trem de Bauxita em Além Paraíba:
“A VLI, empresa controladora da Ferrovia Centro-Atlântica, informa que o contrato de transporte de bauxita com a atual usuária do trecho entre Cataguases (MG) e Três Rios (RJ) encerrou-se em maio desse ano. Após conversas entre as ambas as partes, optou-se pela não continuidade do contrato e término do transporte do produto, o que acontecerá no mês de julho. A VLI seguirá fazendo a manutenção do trecho em questão e se mantém aberta a novas possibilidades de contrato para transporte na região. Caso não haja demanda, serão realizados estudos para avaliar a possibilidade de devolução para a União. A VLI ressalta que não estão previstas demissões em razão do término desse transporte. Oportunidades de realocação em outras localidades de atuação da empresa serão apresentadas para os empregados.”A Procuradoria da República de Juiz de Fora enviou ofício ao prefeito de Além Paraíba, Fernando Lúcio, assinado pelo procurador Marcelo Borges de Mattos Medina, em que ressalta a responsabilidade do município quanto à coibição de ocupações e de construções indevidas nas faixas de domínio público da ferrovia, bem como de atividades que ponham em risco a integridade e a segurança da via permanente, do material rodante, dos equipamentos e das instalações ferroviárias.

Informações adicionais

  • Cidade: Além Paraíba - MG
Última modificação em Terça, 15 Setembro 2015 21:53

4 comentários

  • Link do comentário Aloizio Barros de Souza Quarta, 27 Janeiro 2016 01:05 postado por Aloizio Barros de Souza

    Estamos chegando no gargalo nesse país no que diz respeito á modalidade. A ferrovia não pode ser destruída como tem sido, pois ela será a salvação no futuro. Países de primeiro mundo tem na ferrovia seu maior meio de transporte. Só o Brasil aposta no modal que polui e custa caro, como é o rodoviário.
    Uma lástima o fim deste ramal. Tomara que a FCA encontre logo uma forma de mante-lo e retornar com a carga.

    Relatar
  • Link do comentário Aloizio Barros de Souza Quarta, 27 Janeiro 2016 01:00 postado por Aloizio Barros de Souza

    Infelizmente, o povo de Além Paraíba esquece de uma coisa: o trem chegou primeiro. Ao longo dos anos invadiram a linha férrea, esquecendo que toda ferrovia precisa de uma margem de segurança e construíram casas, ruas. Agora, de tanto apelarem para o poder público e com a ajuda de "políticos" conseguiram o que queriam: o fim do trem. Pronto, o trem acabou!
    Que pena" Que dó eu tenho das mesquinhes, da burrice, da total falta de inteligência, daqueles que lutaram para o fim de um meio de transporte que não polui, transporta muito mais e por muito menos.
    Agora, a rodovia cada dia mais cheias e perigosas, vai levar de caminhão, a seu destino, a carga de bauxita que o trem levava, aumentando ainda mais os riscos nas nossas perigosas rodovias.
    Esquecem esses que lutaram pelo fim do ferrovia e agora celebram, que essa cidade deve muito a essas linhas centenárias. Quantos empregos foram gerados, quanta riqueza saiu dessas linhas para o desenvolvimento desta cidade? Quantas gerações foram criadas com o salário de um ferroviário?
    Infelizmente nosso povo BURRO e sem cultura, prefere o automóvel, o caminhão e o ônibus.
    Parabéns povo de Além Paraíba e região, vocês conseguiram. Destruíram a ferrovia, com seus reclames diários e apelações junto aos órgãos (in)competentes dessa nação.
    Meus pêsames a todos.

    Relatar
  • Link do comentário Aloizio Barros de Souza Quarta, 27 Janeiro 2016 00:57 postado por Aloizio Barros de Souza

    Infelizmente, o povo de Além Paraíba esquece de uma coisa: o trem chegou primeiro. Ao longo dos anos invadiram a linha férrea, esquecendo que toda ferrovia precisa de uma margem de segurança e construíram casas, ruas. Agora, de tanto apelarem para o poder público e com a ajuda de "políticos" conseguiram o que queriam: o fim do trem. Pronto, o trem acabou!
    Que pena" Que dó eu tenho das mesquinhes, da burrice, da total falta de inteligência, daqueles que lutaram para o fim de um meio de transporte que não polui, transporta muito mais e por muito menos.
    Agora, a rodovia cada dia mais cheias e perigosas, vai levar de caminhão, a seu destino, a carga de bauxita que o trem levava, aumentando ainda mais os riscos nas nossas perigosas rodovias.
    Esquecem esses que lutaram pelo fim do ferrovia e agora celebram, que essa cidade deve muito a essas linhas centenárias. Quantos empregos foram gerados, quanta riqueza saiu dessas linhas para o desenvolvimento desta cidade? Quantas gerações foram criadas com o salário de um ferroviário?
    Infelizmente nosso povo BURRO e sem cultura, prefere o automóvel, o caminhão e o ônibus.
    Parabéns povo de Além Paraíba e região, vocês conseguiram. Destruíram a ferrovia, com seus reclames diários e apelações junto aos órgãos (in)competentes dessa nação.
    Meus pêsames a todos.

    Relatar
  • Link do comentário conceição Domingo, 23 Agosto 2015 02:41 postado por conceição

    boa noite!sim achei muito bom o trem ter parado sim.pois é muito barulho e é muito perigoso.estive no ano passado em Além paraiba e pude ver a linha do trem muito danificda,colocando em risco a população.

    Relatar

Deixe um comentário

whatsapp_jornal
alemfitnessdentro
portosunset
farol
laisclaronutr
rvsound