Terça, 12 Janeiro 2016 00:00

Mais uma fuga da cadeia de Além Paraíba: criminoso estava preso por matar a namorada

Avalie este item
(1 Voto)
Mais uma fuga da cadeia de Além Paraíba: criminoso estava preso por matar a namorada PM

Dois meses após cinco bandidos fugirem da cadeia pública de Além Paraíba— sendo capturados posteriormente— mais um fugitivo ganhou a liberdade, desta vez, graças a uma simulação de um mal-estar. O criminoso Davi dos Santos Bonifácio, de 20 anos, conseguiu enganar a carcereira e escapou das mãos da polícia pelo portão principal do prédio que abriga a Delegacia e Cadeia Pública, o qual fica localizado na Rua Barão de Guararema, bairro de São José, Além Paraíba. A nova fuga aconteceu na noite do último dia 19 de dezembro. O fugitivo, de apenas 20 anos, estava preso desde abril, depois de ter matado a própria namorada, uma adolescente de apenas 17anos. O crime, que chocou Além Paraíba e região, aconteceu em um ponto de ônibus, no bairro Sítio Branco.
Davi não era primário. Natural de São João de Meriti (Rio de Janeiro), o rapaz estava morando desde 2013 em Além Paraíba e já havia sido preso pela polícia local, pela primeira vez, em fevereiro de 2014, por tráfico de drogas no bairro da Jaqueira. Depois de alguns meses na cadeia, Davi recebeu o benefício de preso albergado, ou seja, passava somente as noites e finais de semana na cadeia. Foi num dos momentos sob o benefício da liberdade que, em abril do ano passado (2015) Davi assassinou sua namorada, a estudante Ana Carolina da Silva Florenzano, de 17 anos, no bairro Sítio Branco. Depois de mais uma discussão— entre as tantas vivenciadas pelo jovem casal— Davi sacou de um revólver e matou a adolescente que, na ocasião, estava em um ponto de ônibus, dirigindo-se para a escola em que estudava ( o Sebastião Cerqueira). Depois de dar dois tiros na namorada, Davi tentou se matar com a mesma arma, disparando um tiro em sua testa. Ele foi socorrido e levado para o Hospital São Salvador, sendo, em seguida, transferido para o Hospital São Paulo, em Muriaé. Na época, ele correu o risco de ficar cego, já que o tiro pegou em sua vista. Com o tratamento médico, o rapaz recuperou a visão. Ele voltou para a cadeia pública de Além Paraíba e aguardava julgamento, mas conseguiu escapar da polícia e da justiça na noite do último dia 19 de dezembro de 2015. O jovem criminoso fingiu que estava passando mal, reclamando de fortes dores na cabeça. Segundo consta no boletim registrado pela Polícia Militar de Além Paraíba, a carcereira de plantão tirou o rapaz da cela e o levou o para o pátio, pois este simulou que estava com muita dificuldade para se locomover. A carcereira informou para a polícia que, enquanto solicitava um socorro, foi chamada no portão da cadeia por um entregador de pizza. Ao retornar para o pátio com a pizza, foi surpreendida por Davi “que lhe deu um empurrão que a derrubou no chão”. Em seguida, o criminoso fugiu pelo portão principal do prédio, segundo testemunhas, “em direção ao Morro do Cemitério”. Policiais fizeram rastreamento pelas imediações da Delegacia e Morro do Cemitério e, apenas foi localizada, no pátio da Igreja Matriz de São José, uma bermuda, supostamente pertencente a Davi. Comentários populares dão conta de que, após a fuga, o criminoso seguiu livre para o Rio de Janeiro e não mais foi encontrado.

Informações adicionais

  • Cidade: Além Paraíba - MG
Última modificação em Quinta, 14 Janeiro 2016 14:57

Deixe um comentário

alemfitnessdentro
whatsapp_jornal
portosunset
laisclaronutr
rvsound
agorajornais