Sexta, 03 Junho 2016 00:00

FERNANDO NÃO SERÁ CANDIDATO À REELEIÇÃO

Avalie este item
(1 Voto)

 

O prefeito municipal de Além Paraíba, Fernando Lúcio Donzeles, anunciou, em entrevista às emissoras de rádio locais, na manhã desta sexta-feira, 3 de junho de 2016, que não será candidato à reeleição. Fernando mostrou-se tranquilo com relação ao seu trabalho como administrador municipal, lembrando as suas realizações neste mandato e destacando que, mesmo tendo encontrado a Prefeitura com uma grande dívida em 2013, irá entregá-la em excelentes condições financeiras ao seu sucessor: "Terminarei o meu mandato em 31 de dezembro tranquilo por ter colocado a cidade novamente nos trilhos."
Ao mesmo tempo, o prefeito se bastante magoado com críticas e ataques pessoais que vem sofrendo, por parte, segundo ele, de "pseudo-jornalistas e alguns usuários mal-intencionados nas redes sociais, que, com mentiras, criam constrangimentos com um único motivo: ofender, desrespeitar e caluniar servidores municipais". Fernando chegou a falar que está tendo sua honra atacada, de tal forma, que chegaram a postar em redes sociais que ele é "um prefeito de merda" (nesse momento, o prefeito ficou com a voz embargada pela emoção).  Ele declarou que , ao afastar-se da vida pública, irá apenas "cuidar" de seus netos. 
O prefeito não informou se seu grupo político lançará um outro candidato. Sabe-se, de concreto, que nenhum dos Secretários Municipais (possíveis nomes na sucessão) desincompatibilizou-se até a data limite prevista na legislação eleitoral: a Lei Eleitoral determina que Secretários Municipais que pretendam se candidatar devem se desincompatibilizar de suas funções 4 meses antes da eleição, prazo que terminou no dia 2 de junho. 


Em uma carta aberta endereçada à população e divulgada através do site da Prefeitura também nesta sexta-feira, Fernando enumerou as diversas obras que fez durante o atual mandato e voltou a reclamar de seus críticos: "De forma desleal, injusta e não transparente veicularam, durante todo o mandato, inverdades sobre a Administração, informações falseadas, mas que na verdade têm o objetivo eleitoreiro de plantar na sociedade a falsa percepção da realidade dos fatos para a criação da insatisfação de parcela da comunidade".

Fernando Lúcio Donzeles reiterou no documento dirigido à população que não irá concorrer à reeleição este ano.

LEIA, ABAIXO, A CARTA ABERTA DO PREFEITO MUNICIPAL, FERNANDO LÚCIO DONZELES:


"A verdade


Há quatro anos tinha um objetivo desafiante: ser novamente prefeito da minha cidade - Além Paraíba. Fui eleito com a maior votação já obtida por um candidato ao Executivo. Fiquei extremamente orgulhoso e reforcei o propósito de "reconstruir Além Paraíba", que era o lema da campanha. Ao assumir o mandato, vi que o cenário era muito mais grave do que eu imaginava: os estragos não eram só físicos, decorrentes da catástrofe de janeiro de 2012. Além das dívidas e da falta de crédito da Prefeitura, havia um passivo previdenciário (o Fundo de Previdência Municipal, criado em 2003, não tinha aporte financeiro que o capitalizasse para garantir as aposentadorias). Em 2013, esse déficit era superior a R$ 50 milhões, o que nos impedia de ter o Certificado de Regularidade Previdenciária, indispensável para que o Município assinasse convênios, buscando recursos financeiros.
Não esmoreci. Pelo contrário, mantive minha meta e, com austeridade, botei a mão na massa. Tinha certeza que teria que tomar medidas impopulares. Afinal, tinha passivo alto a pagar. Portanto, priorizamos o pagamento das contas: R$ 5.088.710,50 foram pagos e aportados ao Fundo: R$ 4.892.787,91, além de R$ 100 mil de parcelas vincendas até dezembro de 2016, totalizando mais de R$ 10 milhões.
Apesar de tamanha dificuldade, isso não serviu de motivo para não trabalharmos na recuperação do que a enchente destruíra. Nestes últimos dias, por meio de uma revista, tivemos o orgulho de registrar, mesmo que parcialmente, tudo o que foi realizado.
Por isso, venho aqui mostrar benfeitorias que precisam ser ressaltadas:
- instalação de semáforos no centro da cidade para dar segurança aos pedestres. Alvo de criticas, mas que, ao longo do mandato, foram por vários requerimentos e indicações reivindicadas a reativação do já existente e a instalação em outros pontos. O que foi feito após regular estudo de empresa especializada.
- expressiva recuperação de dívidas tributárias, através de chamada e de conversas com os contribuintes;
- desassoreamento do rio Limoeiro, no trajeto urbano de Além Paraíba;
- aquisição e obtenção de 40 veículos e máquinas para a Saúde, a Educação e Obras;
- construção, no Bairro da Saúde, do CEC;
- restauração do Conselho Distrital de Angustura, fechado desde 2003;
- reformas/ampliações de todas as escolas municipais; o Lafayette Côrtes terá obras em breve;
- reforma e ampliação de todas as unidades de Saúde;
- construção, na Vila Laroca, da Farmácia de Todos;
- construção de 40 casas populares;
- recuperação de inúmeras pontes na Zona Rural (Conceição/Babilônia/Torrentes/Jair Leão/ponte do Campo em Marinópolis/Canela etc.) e manutenção das estradas vicinais;
- muros de contenção na subida da Vila Caxias, no Hospital São Salvador, no Boiadeiro, no Sítio Branco, no Matadouro.
- extensões de redes elétricas em 36 logradouros;
Algumas das intervenções foram precedidas de obras nas redes de águas pluviais (no Terreirão, na Banqueta, no São Geraldo, no morro do Hospital) que acabaram com as inundações na Vila Laroca. Galerias foram ampliadas no Morro dos Cabritos e na Granja e executadas na Fazendinha, terminando, também, com as enxurradas naqueles locais. As construções da Vila, do Sítio Branco e do Boiadeiro são as obras mais caras dos últimos 20 anos na cidade.
- Apesar de não ser divulgado, mantemos repasses mensais, da ordem de R$ 220.000,00, ao Hospital São Salvador. Somente no ano passado, a Prefeitura repassou R$ 3 milhões para garantir o funcionamento do Hospital.
- Iluminamos diversas regiões da cidade, praças e destacamos a iluminação da Terra do Santo até a Faculdade, o que deu mais segurança e facilitou a vida dos estudantes.
E, ainda, não descuidamos dos servidores: o pagamento foi sempre dentro do mês, sem atraso, o 13º antecipado e, agora, concedemos um abono. Uma obrigação, é claro. Mas pouquíssimas prefeituras estão conseguindo fazer isso no Brasil atualmente.
Fizemos um concurso público e outro de processo seletivo (para programas específicos) que democratizam o acesso de servidores ao Serviço Público Municipal: os aprovados estão sendo convocados a assumirem seus cargos neste mês de junho de 2016. O quinto concurso promovido pela minha gestão, enquanto que nas demais foram apenas dois.
E mais: estamos criando a Guarda Municipal, a ser implementada nesse próximo mês, e iniciamos a regularização fundiária (em conjunto com a Diocese de Leopoldina e com a Matriz de São José), já em fase bastante adiantada, visando conceder escrituras aos moradores da Terra do Santo, do Goiabal, do Morro do Cipó, Matadouro e Parada Breves
A próxima implantação do Bahamas Mix (até 10 de julho), com a criação de 120 empregos diretos, é outra grande conquista nesta Administração.
Estão sendo executadas, ainda:
Fernando Lobo – reforma e ampliação da Unidade de Saúde e construção de quadra de esportes
Terra do Santo – construção de quadra de esportes
Angustura – ampliação de via pavimentada, no início do Distrito. Obra já licitada.
Goiabal – construção de creche para 180 crianças, rede de águas pluviais e pavimentação de ruas, num total de 1.450m de extensão (ruas Madre Maria Blandina, Missionários do Sagrado Coração e Agenor Caetano)
Santa Marta I – pavimentação das ruas Irmã Maria Conceição, Edson Rampini e Bernardo Garcia, numa extensão de 380m.
Boiadeiro – reconstrução da USB Afonso Dias e do Centro Social do Boiadeiro, continuação de obras de construção de encostas e de rede de águas pluviais, com muros atirantados.
Sítio Branco – em fase final de retaludamento de encostas, construção e drenagem pluvial.
Campo Alegre – se a Câmara autorizar a alienação de terrenos, vamos pavimentar o bairro e executar obras de drenagem.
É importante frisar que, mesmo que algumas dessas obras tenham sido pactuadas pelo governo anterior, e sem tirar dele nenhum mérito, o processo mais difícil, o da licitação e da execução das mesmas, ocorreu durante o nosso mandato, com complicados trabalhos burocráticos realizados por uma eficiente equipe que comigo trabalha.
Mas há o que podemos chamar de "ônus da vida pública", que frustram o administrador, como, por exemplo:
Construção das 218 casas populares – Fizemos o chamamento público, a CEF executou análise das empresas que se apresentaram e uma delas, já habilitada, apresentou toda a documentação e efetuou o seguro. Elaboramos o projeto básico das obras, fizemos também caução para as obras complementares e o Ministério das Cidades, em junho de 2015, nos incluiu no PAC 3, que só saiu este ano. Com a grande confusão que está o Governo Federal, não há esperança de tê-las tão cedo.
Hospital Regional – Firmamos convênio de R$ 23 milhões para sua construção, em dezembro de 2013. Toda a obra seria de responsabilidade do governo de Minas, o Município só a executaria. Desse valor, recebemos R$ 1,5 milhão e executamos quase R$ 3 milhões em serviços (projetos complementares e executivos, terraplenagem, fundações) e o governo do Estado paralisou os repasses desde o final de 2014.
Agora, o novo Secretário de Estado da nos informou que não há expectativa nem sequer de um cronograma de desembolso.
- Da mesma forma, há a USB da Jaqueira: desapropriamos o terreno e só recebemos 10% do valor da obra, em 2013, estando tudo paralisado desde então.
- Para agravar essas frustrações, o Tribunal de Contas do Estado está penalizando o Prefeito e o Secretário de Obras com multas pela paralisação do Hospital Regional. Como fazer a obra sem o repasse dos recursos por parte do Governo de Minas?
- O Ministério Público ajuizou ação de improbidade por não ter punido servidor que não comparecia ao serviço e, quando o fazia, não apresentava produção de trabalho. Porém o não permaneci inerte a esta situação e, com imparcialidade, abri PROCESSO ADMINISTRATIVO para apurar a irregularidade, segundo determina Lei Complementar 003/1993.
- Lideranças sindicais que há anos não trabalham, mesmo tendo o Sinsermap perdido em ação judicial, insistem em organizar greve, prejudicando a população.
Mas, o pior mesmo é ter que enfrentar o mau-caratismo, pessoas que querem tirar vantagem prejudicando a comunidade. São pseudo-jornalistas e alguns usuários mal-intencionados nas redes sociais, que, com mentiras, criam constrangimentos com um único motivo: ofender, desrespeitar e caluniar servidores municipais. De forma desleal, injusta e não transparente veicularam, durante todo o mandato, inverdades sobre a Administração, informações falseadas, mas que na verdade têm o objetivo eleitoreiro de plantar na sociedade a falsa percepção da realidade dos fatos para a criação da insatisfação de parcela da comunidade.
Assim sendo, cansei... Cansei de lutar pelo bem comum e enfrentar pessoas inescrupulosas. Claro que queria ter feito mais, mas não pude.
Agradeço aos eleitores, aos Secretários Municipais, aos servidores que cumprem com seus compromissos, aos meus amigos, a todos que confiaram em mim e, por fim, à minha família, e informo a todos que não serei candidato à reeleição: vou cumprir o mandato e farei tudo que puder para entregar o Município em condições de avançar. Torço pela nossa cidade e torço pela população, na certeza que fiz uma gestão exemplar. Terminarei o meu mandato em 31 de dezembro tranquilo por ter colocado a cidade novamente nos trilhos."

Informações adicionais

  • Cidade: Além Paraíba - MG
Última modificação em Quarta, 15 Junho 2016 22:01

3 comentários

  • Link do comentário Carla Bizarro Sábado, 04 Junho 2016 04:46 postado por Carla Bizarro

    Ele era tão novo qdo saí daí, minha terra natal.
    Mas acompanho essa terra, Além Paraiba através da internet.
    Inclusive participei daqui qdo houve aquela enchente há alguns anos atrás.
    E fiquei emocionada , após voltar anos após , no Natal passado , e ver quase tudo reconstruído , mediante tamanha destruição.
    Falo isso pq no domingo, pos Natal e antes de voltar para JF, bem cedinho, peguei o carro e dei uma volta pela cidade.
    Observando-a.
    E olha que rodei. Rsrsrs...
    Claro que ninguém viu e poucos sabiam.
    Mas a cidade está, muito boa perto do que estava, qdo sai dai e perto da destruição que sofreu por conta da fúria da natureza.
    Não importa o prefeito, o partido.
    Importante é ver a população beneficiada.
    Boa sorte aos gestores .

    Relatar
  • Link do comentário Carmen Lúcia dos Santos Cezário Sexta, 03 Junho 2016 22:37 postado por Carmen Lúcia dos Santos Cezário

    mas usou e abusou de contratar pessoas incompetentes, usou e abusou em dar cargos de chefia a pessoas que chegaram junto com ele na administração, se esquecendo dos funcionários de carreira que lá estão ou estiveram, e que agora estão aposentados com míseros salários como eu!!!!
    Infelizmente, essa gestão foi muito decepcionante para mim, esperava mais apoio aos funcionários efetivos da PMAP.

    Relatar
  • Link do comentário Vidal rosa Sexta, 03 Junho 2016 21:16 postado por Vidal rosa

    Grande admiração pelo Sr prefeito é amigo sei que ele fez o que pode

    Relatar

Deixe um comentário