Policiais

Policiais (174)

A Secretaria de Estado da Polícia Civil (Sepol) realizou a Operação Bela no último sábado (23) para desarticular uma quadrilha de traficantes em cidades da Região Serrana do Rio. De acordo com a Sepol, a operação cumpriu mandados nas cidades de Carmo, Duas Barras e Nova Friburgo.

De acordo com a Polícia Civil, a investigação durou cinco meses e levou os policiais a identificar e indiciar 15 integrantes da quadrilha envolvida com os crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico, além de porte de arma de fogo.

A polícia informou também que mais de 20 pessoas já foram presas desde o início das investigações.

Os materiais encontrados durante a operação ainda serão analisados. Além de materiais usados pra embalar e pesar drogas, os policiais também recolheram celulares e CDs e DVDs piratas.

Ainda segundo a polícia, a partir das investigações, os agentes conseguiram apontar a estrutura hierárquica do bando e suas funções dentro da organização.

Além dos mandados cumpridos nos municípios da Região Serrana, a operação também é realizada em São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio.

A ação contou com apoio das delegacias de Petrópolis, Itaipava, Paraíba do Sul, Três Rios, Sapucaia, Teresópolis, Sumidouro, Nova Friburgo, Duas Barras, Cantagalo, Cordeiro, Santa Maria Madalena, Trajano de Moraes e Bom Jardim. (SITE: G1.COM)

Por meio de denuncia anônima via 190, a Polícia Militar de Além Paraíba, na tarde de domingo, 17 de fevereiro, compareceu no bairro Goiabal. A denuncia dava conta que um homem (A.G da S.), 51 anos de idade teria assassinado a pauladas uma cadela e seus quatro filhotes.
Os PMs localizaram o acusado em um bar no mesmo bairro e em contato com ele, o mesmo teria confirmado a morte dos cachorros.
O homem permitiu a entrada dos policiais na sua casa e foi localizada morta, "dentro de uma lata de massa corrida" a cadela e "dentro de uma lata de tinta acrílica" foram encontrados mortos, 4 filhotes da cadela.
A motivação segundo o homem, seria que ele estava tendo constantes problemas conjugais com sua esposa e por isso ela teria saído de casa. De forma amigável, ambos, estariam fazendo partilha dos pertences do interior da residência e na manhã de domingo (17), o homem disse que acordou nervoso com a situação da separação e realizava a divisão dos bens e que a cadela tinha aproximadamente 4 anos de vida e que a mesma pertencia a um de seus filhos, disse também que o animal teria tido cria de 6 filhotes há aproximadamente dois meses, que eles estariam com vermes, sujando a casa, dando muito trabalho, despesas e incomodando os vizinhos e que anteriormente teria avisado para que doassem os animais ou que ajudasse a cuidar dos mesmos, como não foi feito nada, ele disse que num momento de fúria pegou um pedaço de madeira e desferiu golpes nas cabeças dos animais e colocaram eles em latas com intuito de descarta-los posteriormente no lixo.
A esposa do acusado compareceu no quartel da PM e relatou que, ao saber que o marido mataria os animais, saiu de casa com medo e um de seus filhos ao chegar em casa deparou com dois cães na escada que teriam escapado da morte. Um dos cães, ficou com um dos filhos do casal e o outro, provisoriamente encontra-se com uma PM, até encontrar alguém para adotá-lo.
O homem foi levado para o quartel da PM, assinou um TCO - Termo Circunstanciado de Ocorrência se comprometendo em comparecer em dia e hora marcada diante da Justiça para as devidas providências cabíveis. (Reprodução Blog do Adenilson Mendes)

A Polícia Militar de Além Paraíba foi acionada a comparecer no bairro Sitio Branco, na quarta-feira, 09 de janeiro, para recolher uma granada de morteiro. A granada foi entregue aos policiais pelo próprio morador. Ele disse que durante uma escavação, há quatro anos, no quintal de sua casa, encontrou a granada e deixou guardada.
De acordo com informações da PM, o morador foi alertado por um pastor evangélico, que durante uma visita viu a granada jogada ao solo no quintal do imóvel. O morador então entrou em contato com a PM que foi até o local, isolou a área para que o morteiro ficasse acondicionado em um local seguro.
Em seguida os militares acionaram a equipe antibombas do Batalhão de Operações Policiais Especiais – BOPE de Belo Horizonte e a equipe do Grupamento Especializado em Recobrimento (GER) de Juiz de Fora. O artefato foi detonado por volta das 22h00 da quarta-feira 09/01, no Bairro Jardim Paraíso naquela cidade.

GURPPM de VOLTA GRANDE recebeu informações de que um ônibus de excursão, placas MAS-3576/ES, oriundo de Estado do ESPÍRITO SANTO/ES com destino a cidade de SÃO PAULO/SP e que transitava pela BR 393, Km 17, próximo ao trevo de ESTRELA DALVA/MG, havia sido tomado de “assalto”./
Que o citado ônibus já havia passado por VOLTA GRANDE/MG e transitava com destino a ALÉM PARAÍBA/MG e, aparentemente um veículo de cor preta, usado pelos suspeitos, estaria envolvido no roubo.
Acionado o Plano de Cerco e Bloqueio, Equipes de Serviço da Subárea da 52ª Cia PM e Militares de folga, diligenciaram a BR 393, Km 42, local onde cerca de quatro autores havia subtraído dinheiro, aparelhos celulares, relógios, alianças, objetos pessoais, dentre outros, de cerca de cinquenta (50) “sacoleiros” e logo a seguir se embrenharam num pasto.
Neste ínterim, CB PM GOMES, durante rastreamento visualizou o ônibus parado as margens da via, e ao desembarcar da VP, foi surpreendido por um dos autores, o qual de posse de uma arma de fogo, efetuou em sua direção três (03) disparos sem contudo atingi-lo.
Diante da eminência de uma injusta agressão, O CB PM GOMES efetuou quatorze (14) disparos em direção ao suspeito, todavia, sem atingi-lo.
Durante a fuga, autores deixaram para trás duas sacolas contendo todo o material roubado das vítimas, sendo eles recolhidos e apreendidos.
Após algumas horas de Buscas no local da fuga, quatro (04) autores foram capturados sendo eles: LARISSA DE JESUS FERREIRA, CRISTIANO AUGUSTO GOMES RODRIGUES, MARCOS DE SOUZA VAREJÃO, ANDRÉ LUIS MOREIRA ATHAYDES, o qual estava na condução do veículo placas ODD-5843/ES, usado na ação criminosa.
Todos os autores foram reconhecidos pelas vítimas, receberam voz de prisão, foram levados ao Hospital, passaram por exames médico de praxe sendo liberados, serão apresentados na DPJ local, exceto o autor MARCOS DE SOUZA VAREJÃO, que permanece em observação por prescrição médica e sob Escolta Policial.
Até o momento não foi localizada nenhuma arma de fogo utilizada pelos autores, contudo segue o rastreamento na tentativa de localizar os outros dois (02) integrantes da quadrilha, ainda desconhecidos e não identificados.
O veículo placas ODD-5843/ES foi apreendido e removido para o Pátio do Auto Socorro credenciado com o DETRAN/MG.
REDS 2019-001005630-001
FONTE: SI / 52ª CIA PM / 27º BPM

OS POLICIAIS CONTINUAM ININTERRUPTAMENTE AS ABORDAGENS.



49781358_1064046740435162_8168303583901515776_n.jpg49745767_361775204616460_8855189336954503168_n.jpg49701167_271925856819999_9068440785392762880_n.jpg49648187_2006258353004646_3998140151963320320_n.jpg49594207_2392457600783177_3872846893558005760_n.jpg49545989_2006258449671303_8379796638369054720_n.jpg49897069_566013343860731_2480864661692481536_n.jpg



cats.jpgcats 2.jpg





GURPPM de VOLTA GRANDE recebeu informações de que um ônibus de excursão, placas MAS-3576/ES, oriundo de Estado do ESPÍRITO SANTO/ES com destino a cidade de SÃO PAULO/SP e que transitava pela BR 393, Km 17, próximo ao trevo de ESTRELA DALVA/MG, havia sido tomado de “assalto”./
Que o citado ônibus já havia passado por VOLTA GRANDE/MG e transitava com destino a ALÉM PARAÍBA/MG e, aparentemente um veículo de cor preta, usado pelos suspeitos, estaria envolvido no roubo.
Acionado o Plano de Cerco e Bloqueio, Equipes de Serviço da Subárea da 52ª Cia PM e Militares de folga, diligenciaram a BR 393, Km 42, local onde cerca de quatro autores havia subtraído dinheiro, aparelhos celulares, relógios, alianças, objetos pessoais, dentre outros, de cerca de cinquenta (50) “sacoleiros” e logo a seguir se embrenharam num pasto.
Neste ínterim, CB PM GOMES, durante rastreamento visualizou o ônibus parado as margens da via, e ao desembarcar da VP, foi surpreendido por um dos autores, o qual de posse de uma arma de fogo, efetuou em sua direção três (03) disparos sem contudo atingi-lo.
Diante da eminência de uma injusta agressão, O CB PM GOMES efetuou quatorze (14) disparos em direção ao suspeito, todavia, sem atingi-lo.
Durante a fuga, autores deixaram para trás duas sacolas contendo todo o material roubado das vítimas, sendo eles recolhidos e apreendidos.
Após algumas horas de Buscas no local da fuga, quatro (04) autores foram capturados sendo eles: LARISSA DE JESUS FERREIRA, CRISTIANO AUGUSTO GOMES RODRIGUES, MARCOS DE SOUZA VAREJÃO, ANDRÉ LUIS MOREIRA ATHAYDES, o qual estava na condução do veículo placas ODD-5843/ES, usado na ação criminosa.
Todos os autores foram reconhecidos pelas vítimas, receberam voz de prisão, foram levados ao Hospital, passaram por exames médico de praxe sendo liberados, serão apresentados na DPJ local, exceto o autor MARCOS DE SOUZA VAREJÃO, que permanece em observação por prescrição médica e sob Escolta Policial.
Até o momento não foi localizada nenhuma arma de fogo utilizada pelos autores, contudo segue o rastreamento na tentativa de localizar os outros dois (02) integrantes da quadrilha, ainda desconhecidos e não identificados.
O veículo placas ODD-5843/ES foi apreendido e removido para o Pátio do Auto Socorro credenciado com o DETRAN/MG.
REDS 2019-001005630-001
FONTE: SI / 52ª CIA PM / 27º BPM

OS POLICIAIS CONTINUAM ININTERRUPTAMENTE AS ABORDAGENS.



49781358_1064046740435162_8168303583901515776_n.jpg49745767_361775204616460_8855189336954503168_n.jpg49701167_271925856819999_9068440785392762880_n.jpg49648187_2006258353004646_3998140151963320320_n.jpg49594207_2392457600783177_3872846893558005760_n.jpg49545989_2006258449671303_8379796638369054720_n.jpg49897069_566013343860731_2480864661692481536_n.jpg



cats.jpgcats 2.jpg





Nesta data, A POLÍCIA CIVIL DE MINAS GERAIS, através da 30° Delegacia de Polícia Civil de Pirapetinga, deu cumprimento a Mandados de Prisão Preventiva em desfavor dos autores do Homicídio, A.M.A, 47 anos e J.M.G.A, 21 anos.
O crime teria ocorrido no dia 28 de setembro, na localidade de Água Viva, município de Estrela Dalva.
Através dos trabalhos de investigação que vinha sendo desenvolvido pela Polícia Civil foi possível localizar os autores (pai e filho) que estavam escondidos nas cidades de Argirita e Maripá de Minas.
Os autores não resistiram à prisão. Após as oitivas, foram encaminhados ao Presídio de Leopoldina.

RELEMBRE O CASO:

No dia 28 de setembro de 2018, após uma discussão com um político(vereador)em um bar no distrito de Água Viva, os autores teriam desferido diversos disparos de arma de fogo e na seqüência teria esfaqueado a vítima Claudinei de Oliveira, que tentava defender o vereador. A vítima não resistiu aos ferimentos e faleceu no local.

Equipe Policial que participou da operação:

Delegada de Polícia - Dra. Flávia Granado
Investigadores de Polícia -
Valdenir Telles
Carlos HENRIQUE
Caio Cardoso
Escrivao de Polícia- Carlos Kleber
Sargento Moreira
Cabo Igor

Um caminhão que transportava carga de pneus foi na noite de ontem, 08 de novembro, em Alem Paraíba. O motorista e o ajudando foram feitos de refém. O ajudante foi deixado na em Boa Nova, em Pádua, já o motorista foi feito de refém e obrigado a dirigir para os assaltantes até a cidade de Aperibé.
Policiais Militares do 36º Batalhão de Pádua conseguiram recuperar o caminhão, hoje, 09 de novebro. Segundo policiais, os bandidos estavam em um carro e próximo a Santo Antônio de Pádua, o carro furou o pneus, momento em que o motorista do acelerou o caminhão e conseguiu acionar a policia. O caminhão foi recuperado, próximo ao bairro Pinheiro, em Apetribé.
Foi preso um homem que é morador de Aperibé e apreendido um menor, morador de Pádua. Ambos foram encaminhados para a 136º DP de Pádua, onde o caso foi registrado.
(Da redação, com informações da Policia Militar e site SF Noticias)

Na madrugada do dia 27 de setembro, véspera de feriado municipal, a Polícia Militar de Além Paraíba foi acionada a comparecer no bairro Porto Velho, onde aconteceu o furto de uma caminhonete da marca Mitsubishi L 200, cor branca, placas KXY-6303 de Além Paraíba-MG. O veículo pertence a um empresário, mas a PM não informou o nome do mesmo.
A ação criminosa aconteceu por volta das 4 horas da manhã e teve testemunha. Tal testemunha relatou à polícia que dois indivíduos, que estavam em uma outra caminhonete de cor prata, parada temporariamente na Avenida José Mercadante, desceram do veículo e atravessaram andando até a Rua Dr. Antônio Augusto Junqueira, onde se encontrava a caminhonete que, minutos após, foi furtada. Os dois criminosos fugiram na Mitsubishi, sendo seguidos pela outra caminhonete que lhes dava apoio. Os dois veículos tomaram o rumo do centro de Além Paraíba.
A Polícia Militar realizou o rastreamento, mas não logrou êxito. O caso segue sendo investigado pela Polícia Civil.

Nos últimos dias, mensagens em áudio vêm sendo disseminadas nas redes sociais informando que duas mulheres, em um suposto carro branco, estariam tentando raptar crianças em Além Paraíba, o que vem apavorando pais em toda a cidade e região.
Em decorrência desse estado de pânico, a Prefeitura Municipal de Além Paraíba informou que irá colocar guardas municipais para realizarem ronda nas proximidades dos colégios.
As escolas estão orientando os pais para conversarem com seus filhos, alertando-os, e, sempre que possível, levando-os à porta dos educandários.
Toda essa preocupação teve início na tarde do dia 27 de setembro, quando uma notícia compartilhada através de áudios nas redes sociais, alarmou a população de Além Paraíba. Tal notícia dava conta de que um menino de 12 anos sofreu uma tentativa de sequestro nas proximidades da loja Valore, concessionária Fiat, na Rua Dr. Sobral Pinto (na Vila Laroca). O garoto, em pânico, correu e se abrigou na loja Motobella, revendedora de motocicletas nas proximidades do prédio da Terceira Idade. O Conselho Tutelar foi acionado e ouviu do menino o relato de que havia sido abordado por duas mulheres que estavam no interior de um veículo Volkswagem UP, de cor branca. Uma das mulheres teria tentado segurar o braço do garoto, o que o deixou apavorado.
O Conselho Tutelar confirmou a informação e, seguindo o protocolo, procurou a polícia para registrar o fato.
Na mesma tarde, outra informação de que uma menina também havia sido abordada por duas mulheres em um carro branco circulou nos áudios compartilhados através das redes sociais. A ocorrência teria sido no bairro Jardim Paraíso.
Na noite do mesmo dia— segundo informou o blog de Adenílson Mendes— um fato semelhante aconteceu no Morro São Sebastião, onde duas mulheres em um veículo teriam abordado uma criança do sexo masculino oferecendo-lhe chocolates. “Como a criança não aceitou, teria ouvido uma das mulheres dizer: atira nele então”— relatou o blog de notícias policiais da cidade. O segundo e o terceiro ocorrido não foram registrados na polícia.
Um outro caso de possível tentativa de rapto de menor voltou a acontecer por volta de 11h30min da manhã do último dia 1 de outubro, segunda-feira. O fato foi confirmado em um grupo de whatsapp pela mãe do garoto de apenas 12 anos. O menino havia acabado de sair da Escola Municipal La-Fayette Côrtes, quando foi abordado por duas mulheres em um carro de cor clara, na Rua São Geraldo. O garoto ficou apavorado e chegou em casa também em pânico, abalado, relatando a história para a mãe.
Todos esses casos foram exaustivamente compartilhados nas redes sociais e deixaram apavorados os pais alemparaibanos.
Diante de todo o alarde gerado pela disseminação das mensagens nas redes sociais, o comandante da Polícia Militar de Além Paraíba, Capitão Amarildo de Sá Ferreira, gravou um áudio, divulgado na tarde do dia 2 de outubro, tranquilizando a população, dizendo que a polícia prossegue investigando, analisando caso a caso e que não se pode falar em sequestro ou rapto porque em nenhum dos relatos as ações foram concretizadas. O capitão também revelou que já se reuniu com o delegado de polícia, com o juiz e promotor da Comarca, a respeito do assunto e assegura que não há em qualquer dos casos relatados pelas crianças, “nenhum indício de verdade ou realismo que possa levar a polícia a concluir que houve, de fato, alguma tentativa de sequestro”. Em um dos casos, afirma o Capitão Amarildo, um dos menores foi abordado apenas para lhe ser “solicitada uma informação”.
O comandante local da PM ainda faz um apelo à população, para que “tome um cuidado muito grande com o que compartilha nas redes sociais “pois isso pode causar um pânico muito grande na comunidade, de forma desnecessária”.
Embora as palavras do policial tenham sido com o objetivo de tranquilizar a população, os pais das crianças envolvidas nos relatos de possíveis tentativas de rapto ficaram revoltados pela forma simplista com que o comandante da PM tratou o assunto, sem dar esclarecimentos sobre o que de fato aconteceu. “Se existem imagens de câmeras de segurança, por que não se verificam as placas dos carros, para saber de fato quem são essas pessoas”— indaga um pai. Segundo o relato de dois pais, que publicaram seus áudios na internet, seus filhos estão traumatizados com o ocorrido e sequer querem ir à escola com medo da situação voltar a ocorrer.

Depois de seis meses e meio internada na UTI do Hospital São Paulo, em Muriaé, faleceu no início da tarde do último sábado, 22 de setembro, a estudante Letícia Zamboni, de apenas 15 anos. A jovem era filha de Elisângela Zamboni e do barbeiro Roberto (proprietário de um salão no beco ao lado da Ótica Kell, em Porto Novo). Letícia era aluna do 1º ano do Ensino Médio do Colégio dos Santos Anjos de Além Paraíba. Ela e sua mãe sofreram um atropelamento por um ônibus urbano da Viação Treze de Junho (ex-TAP), no dia 6 de março deste ano, entre o Terminal Rodoviário Jácomo Donzeles e o antigo Terminal Integração. O motorista do ônibus 1306— Boiadeiro/Cantão— fez uma curva com o veículo pegando a via de acesso ao Terminal Rodoviário. As vítimas foram colhidas pelo coletivo urbano quando atravessavam a faixa de pedestres. A mãe, Elisângela, sofreu escoriações pelo corpo e fratura de um braço. Já a adolescente Letícia, que sofreu uma violenta pancada e foi parar debaixo do ônibus, teve traumatismo craniano e necessitou ser levada com urgência para o Hospital São Paulo, em Muriaé. A estudante ficou em coma por vários meses e, quando a família contava com sua recuperação (segundo uma pessoa ligada à família ela já estava abrindo os olhos), veio a triste notícia do falecimento no último dia 22 de setembro. A notícia deixou consternados familiares e amigos da jovem, principalmente os que com ela conviveram no Colégio dos Santos Anjos.

Pagina 1 de 13