Terça, 13 Julho 2021 20:51

Além-paraibana é vítima de fake news

Escrito por
Além-paraibana é vítima de fake news

No dia de ontem, 12 de julho, a além-paraibana Laiz Perrut Marendino, vereadora pelo Partido dos Trabalhadores na cidade de Juiz de Fora, foi alvo de fake news.

Uma imagem envolvendo seu nome foi compartilhada por vários grupos de whatsapp. Na imagem compartilhada estava escrito: “Vereadores de Juiz de Fora flagrados em festinha”.

A imagem fake news sugeria que a notícia tivesse dado início através de uma matéria jornalística do site Tribuna de Minas.

A fake news foi imediatamente desmentida pela própria vereadora Laiz Perrut e também pelo site de notícias da Tribuna de Minas, respeitado jornal de Juiz de Fora.

Mesmo diante do desmentido, algumas pessoas mal-intencionadas e com o objetivo de atacar a imagem de Laiz Perrut (inclusive de Além Paraíba, terra natal da vereadora) continuaram compartilhando a notícia falsa.

Segue, na íntegra, a matéria do site Tribuna de Minas:

Notícia atribuída à Tribuna sobre show clandestino feito por vereadores é falsa

 


É falsa a informação de que a Tribuna de Minas teria noticiado que os vereadores Bejani Júnior (Podemos) e Laiz Perrut (PT) organizaram um show clandestino. Uma montagem usando a identidade visual do portal e fotos dos parlamentares circula pelas redes social.

A propagação da fake news se enquadra em crime nas esferas civil e penal, sendo passível de indenização para pessoas físicas e jurídicas lesadas pela falsa informação.

Os olhos mais atentos observam os erros na montagem, como o uso de dois títulos na suposta matéria. Escritos com fontes diferentes, uma delas não é usada pelo portal Tribuna de Minas. As imagens utilizadas também não foram creditadas, como é de praxe no jornalismo.

O advogado responsável pelo setor jurídico da Rede Tribuna de Minas, Carlos Eduardo Paletta Guedes, explica que a propagação de fake news constitui em prática criminosa na esfera civil, sendo passível de indenização pelos danos causados aos envolvidos, e na esfera penal, pelo crime contra a honra. “A Tribuna está analisando a situação e vai tomar todas as medidas cabíveis.”

Encontro aconteceu em jantar

Procuradas pela reportagem, as assessorias dos vereadores afirmaram que eles participaram de um jantar, no último sábado (10), na casa de Bejani Júnior, restrito aos dois e seus respectivos companheiros. “Esclarecemos que o encontro da vereadora Laiz Perrut com o referido vereador e sua esposa para um jantar aconteceu sem gerar aglomerações”, informou a assessoria da parlamentar em nota.

O texto diz, ainda, que “a difusão das imagens que registraram esse encontro e das fake news propagadas é uma tentativa de distorção dos fatos por parte de setores da extrema direita e, sobretudo, uma afronta à verdade. O combate ao coronavírus deve ser conduzido com responsabilidade.”

Por fim, a assessoria de Laiz relembrou que “bares e restaurantes já estão permitidos e funcionando com maiores capacidades de público”, mas pediu desculpas à população. “Sabemos que precisamos dar o exemplo. Por isso, mesmo com a permissão protocolar estabelecida pela Prefeitura, pedimos desculpas às pessoas que se sentiram ofendidas. Temos consciência do nosso papel público e reafirmamos o compromisso do nosso mandato para conter a pandemia da Covid-19.”

Também por meio de nota, o vereador Bejani Júnior repudiou a distorção das informações. “Neste momento em que as fake news tomam conta das redes, venho repudiar a forma como pessoas mal intencionadas usam do nome de um jornal de credibilidade para disseminar inverdades para a população de Juiz de Fora”, declarou.

Em seguida, informou como se deu o encontro com Laiz. “Reitero o meu convívio diário com a vereadora na Casa Legislativa e que nosso encontro particular, um jantar em minha residência ao lado de minha esposa e do companheiro da vereadora, não provocou aglomerações.”

Informações adicionais

  • Cidade:Além Paraíba - MG