Terça, 19 Fevereiro 2019 00:00

Polêmica: Médico e deputado estadual Dr. Wilson Batista diz que foi "apunhalado pelas costas" ao ser demitido do Hospital do Câncer de Muriaé

Avalie este item
(2 votos)

O médico e deputado estadual pelo segundo mandato consecutivo, Dr. Wilson Batista, publicou vídeo em sua rede social, nesta sexta-feira (15), sobre sua saída do Hospital do Câncer de Muriaé, a Fundação Cristiano Varella (FCV).

O médico expressou sua felicidade por ter trabalhado por 16 anos na instituição, mas se mostrou triste com a demissão. "Sempre fui fiel a todos, respeitei a todos, cuidei com muito carinho e dedicação de meus pacientes. Não tenho sequer uma advertência, não tive nenhuma discussão com pacientes daquela instituição, nem com acompanhantes ou parceiros de trabalho. Mas infelizmente, nesta semana, logo após as eleições, na segunda-feira, eu terminei de atender meus pacientes, mais de 60 pacientes e quando acabei de atender fui chamado na direção administrativa e o Sr. Sérgio Henriques, apenas disse pra mim: Doutor Wilson, está encerrado o seu ciclo", disse explicando que a ordem partiu de cima para baixo.

O deputado também se mostrou magoado com a decisão: "Foi muito triste pra mim, uma situação lamentável. Você receber um tiro, quase que um tiro na nuca, depois de todo esse trabalho você se sente acabado. Por qual motivo? Porque você espera no auge de seu trabalho as coisas melhorarem e toma quase que uma punhalada pelas costas", lamentou.

O Site Mídia Mineira entrou em contato com a Assessoria de Marketing da Fundação Cristiano Varella, mas foi informado que no momento a instituição não irá se manifestar. (Site Mídia Mineira)

Informações adicionais

  • Cidade: Além Paraíba - MG

Deixe um comentário